<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, abril 29, 2004

Mais uma desilusão nacional

A selecção voltou, ontem, a desiludir contra a equipa sueca, que tem, claramente, menos qualidade. Os jogadores nacionais não começaram mal. Mostraram vontade no ataque - mais coração do que razão - nos primeiros 30 minutos do jogo, mas, no momento decisivo, há sempre um passe ou um toque a mais, em vez do remate. É certo que se falhou uma grande penalidade (Figo foi, na minha opinião, um dos melhores jogadores em campo e um dos mais inconformados, ao lado de Simão) e houve remates ao poste. Depois disto, viu-se um deserto de ideias, sobretudo na segunda metade do jogo. Muito individualismo, jogadores a quererem mostrar trabalho (Boa Morte e Cristiano Ronaldo, em especial), falta de organização e pouca capacidade para pensar o jogo. Lembro-me apenas de duas jogadas para a Suécia e para Portugal com cabeça, tronco e membros em que não se falharam passes. O golo surgiu de um pontapé de canto, bem marcado por Cristiano Ronaldo e finalizado com classe e frieza por Nuno Gomes. Apesar da fraca exibição, Portugal até podia ter conquistado a primeira vitória, não fosse o "frango" de Ricardo e o auto-golo de Rui Jorge. Não é a primeira vez que a selecção sofre auto-golos nem que Ricardo é mal batido, tornando-se quase rotineira a segunda situação. Sem panos quentes ou clubite, Ricardo não tem lugar sequer no banco. Não acredito na desculpa da pressão psicológica, porque, também, no Sporting, tem falhado por diversas vezes (vale a rotina defensiva que já o salvou de alguns erros). Baia e Moreira estão bem melhor e merecem a convocatória para o Euro 2004.

PS: Só uma última palavra para as declarações de Luís Figo, que tem, obviamente, direito à sua opinião (embora os jogadores mais velhos da selecção gostem de assumir, de vez em quando, a posição doutoral de segundo seleccionador). Mas o paralelismo entre a sua situação pessoal e a dos jogadores do FC Porto não é possível, porque as condições não são comparáveis. No momento em que o Real Madrid ainda disputava a Liga dos Campeões, o FC Porto estava em igualdade de circunstâncias. Figo foi chamado e veio representar a selecção, tal como os jogadores portistas. Mas, enquanto Luís Figo cumpriu apenas parte do jogo, já Costinha, por exemplo, teve de correr durante 90 minutos. Actualmente, a situação é distinta. Luís Figo não disputa a meia-final da Liga dos Campeões, os jogadores do FC Porto ainda lutam por um lugar na final da competição; Luís Figo foi expulso no último jogo Real Madrid-Barcelona e nem sequer deve jogar na próxima jornada do campeonato espanhol. Terá muito tempo para recuperar as forças...
Comments:

quarta-feira, abril 28, 2004

A selecção precisa do Vitor Baia

Espero que Scolari tenha percebido hoje que o Ricardo não pode representar a nossa selecção. São frangos atrás de frangos e o de hoje foi inacreditável. É impressionante. Juntam-se a estas falhas gravíssimas a péssima forma como o homem sai dos postes. Por favor, deixem-se de brincadeiras. A posição de guarda-redes é muito importante para ser deixada à sorte dum Ricardo em péssima forma.
Comments:

domingo, abril 25, 2004

Campeões de Abril

Festejos azuis e brancos na Praça da Liberdade misturados com cravos vermelhos. Jogadores no Hotel Tivoli, perto da Av. da Boavista, a festejarem nos quartos de hotel. Bosingwa corre para a piscina do hotel e é logo seguido por Benni e César Peixoto. Somos campeões de Abril. Está bonita a festa.
Comments:

sábado, abril 24, 2004

BICAMPEÕES!!!

Campeões, campeões, já somos bicampeões!!!...
Comments:

sexta-feira, abril 23, 2004

O regresso de Dias da Cunha

Dias da Cunha voltou hoje, pela milésima vez, a colocar em causa a legitimidade com que o F.C. Porto ocupa a primeira posição no campeonato. Refere o presidente leonino que o Sporting foi espoliado em 9 pontos durante o campeonato referindo-se ao jogo do Bessa como sendo um desses jogos. Este homem não faz esforço nenhum para ser levado a sério. Por mais que ele tente não consegue. Aposto que mesmo uma parte dos sportinguistas deve olhar de lado para estas desculpas esfarrapadas de mau perdedor. Alguém lembre ao homem as vezes que os árbitros erraram a favor do Sporting neste campeonato (Académica, Benfica, U. Leiria, Paços de Ferreira, F.C. Porto, etc.). Alguém lembre ao homem que o Sporting é a equipa nacional com mais penaltis a favor, a maioria fruto de simulações descaradas como a de Liedson frente ao F.C. Porto. E, finalmente, alguém lembre ao homem que o Deco foi mal expulso no Bessa este ano (por ter dado um toque na bola sem chuteira depois de ter sofrido uma entrada violenta) e que mesmo assim o F.C. do Porto venceu o jogo. Ou seja, a maturidade competitiva das duas equipas é incomparável. A expulsão do Rui Jorge fragilizou de tal forma a equipa sportinguista que perdeu o jogo. Enquanto isso, a expulsão do Deco não abanou a estrutura do F.C. Porto que conseguiu levar de vencida a partida. É por isso que o F.C. Porto vai vencer o campeonato e o Sporting não.
Comments:
Desejo de vitória

José Mourinho afirmou, em entrevista à TSF, a aposta na vitória contra o Deportiva la Coruña em Riazor. O treinador portista não está surpreendido com o primeiro empate no Estádio do Dragão, pois já previa um jogo equilibrado.
"No Riazor, não conto também que o Corunha nos domine ou consiga uma goleada como frente ao Milan. Tratam-se de duas equipas equilibradas. Eles melhores do que nós num ou outro aspecto, nós melhores do que eles noutros. E como igualmente o disse em conferência de Imprensa, não me admira nada que a segunda mão se decida nos últimos minutos. O Depor jogou no Dragão totalmente na contenção, na redução do tempo de jogo e dos espaços, aqui e ali até com uma pitada de anti-jogo. Agora, vai ser forçosamente diferente, porque terá de ganhar para passar esta eliminatória. Inclusivamente, pela mentalidade dos seus próprios adeptos, habituados que estão a serem dominadores em casa. Teremos assim um jogo completamente diferente e no qual eu acho que temos também possibilidades de chegar à final", assinalou o técnico.
Depois da grande notícia do regresso de Derlei, os jornais de hoje dão conta da possibilidade do jogador voltar aos relvados já no próximo jogo da Superliga frente ao Alverca. E espero que seja a partida do título.
Comments:
O que eles dizem... Parte III

Marca
"Visto lo visto, más valía que el impecable césped del estadio Do Dragao lo hubieran cortado a modo de tablero de ajedrez. Irureta y Mourinho hicieron tablas en un partido infumable que si hubiera tenido protagonistas italianos habría arrancado críticas furibundas. No se puede jugar peor ante un peor rival y así es difícil valorar la validez del resultado, que no es ni bueno ni malo sino todo lo contrario. Si el Depor juega un partido y el futbolista que menos toca el balón es Valerón es que algo no marcha. Irureta se olvidó de las alegrías tácticas que tan buenos dividendos rindieron ante el Milan y planteó el partido soñado por Mourinho. El vasco fue el de antaño, el 'amarrategui' que exasperaba a la afición blanquiazul con su conservadurismo de esquemas. Pero algo de culpa tendrán también los jugadores, incapaces de interpretar un choque que caminó siempre por derroteros favorables a los lusos.
Maniche envió al larguero un potente 'zapatazo' que pilló a Molina algo adelantado, Jankauskas cabeceó fuera un centro de Deco cuando toda la grada cantaba el gol y Merk no quiso ver un claro penalti de Mauro a Marco Ferreira en el minuto 93. Así que el Depor salió vivo, aunque su victoria fue más pírrica que nunca, pues pierde a Mauro Silva y Andrade para el partido de vuelta. El brasileño vio una dolorosa amarilla por protestar y el central portugués vio una roja tan injusta como infantil por una patadita entre sonrisas a Deco. Sólo queda que dentro de trece días, los gallegos den la puntilla en Riazor. Al fin y al cabo, todos sabemos que los dragones no existen".

L'Équipe
"Au cours d'un match fermé, sans rythme, et parfois engagé à la limite du raisonnable, le FC Porto n'a jamais trouvé la faille contre le Deportivo La Corogne (0-0). Les Portugais ont heurté la barre transversale et terminé la rencontre en supériorité numérique.
Pour la première fois depuis le début de la Ligue des champions 2004, le FC Porto n'a pas marqué. Celui qui faisait office de favori objectif de l'épreuve en raison de sa constance, de son expérience - il est le seul ancien vainqueur toujours en lice, avec sa victoire de 1987 -, et de sa faculté d'adaptation, n'a jamais trouvé le bon rythme contre un Deportivo La Corogne agressif. Parfois trop, d'ailleurs. Résultat : un match sans relief, sans beaucoup d'occasions, et hâché, qui autorise encore beaucoup de scénarios pour le match retour.
Venu pour défendre, La Corogne tentait pourtant sa chance d'entrée avec les débordements de Luque sur son flanc gauche, avant que le jeu ne se ferme rapidement. Puis Porto se décidait enfin - au bout de 30 minutes - à poser son football, faisant circuler la balle en défense avant de trouver Deco et les attaquants. Au retour des vestiaires, la rencontre s'équilibrait, mais reprenait son cours chaotique, au fil des choix précipités de part et d'autre. Vitor Baia sortait proprement dans les pieds de Pandiani (58e). Lassés de se heurter à la défense rugueuse du Deportivo, les tireurs portugais tentaient leur chance de loin, comme sur cette superbe frappe de Maniche, renvoyée par la transversale de Molina, battu (66e). Porto haussait le ton en fin de rencontre. Molina boxait à merveille un centre-tir trompeur de Deco (75e) puis captait une frappe puissante de Carlos Alberto (80e). Une tête de Jankauskas passait juste à côté (82e). Et le Deportivo encaissait encore un mauvais coup avec l'exclusion de Jorge Andrade (86e) pour un coup de pied provocant sur Deco, mais tenait bon. Pour finir, Ferreira encaissait un carton jaune pour simulation dans la surface, une sanction bien sévère au regard des images télévisées".

UEFA
"A resilient RC Deportivo La Coruña survived the late dismissal of Jorge Andrade to hold out for a goalless draw against FC Porto in a tight first leg of their UEFA Champions League semi-final and take a slender advantage back to Spain.
After weathering the Deportivo storm, the home side came close to scoring 12 minutes later. Swift passing between Carlos Alberto and Jankauskas fed Maniche, whose shot from 18 metres out beat the stranded José Molina, but deflected agonisingly off the crossbar. Then, with less than ten minutes left to play, substitute Jankauskas narrowly headed wide after Deco had curled an excellent free-kick in from the right wing. The home side even had an increased chance to take a lead to Spain in a fortnight once Andrade was sent off for a petulant gesture at Deco in the closing stages, but the game nevertheless finished goalless to set up a second leg that could be just as tight".
Comments:

quinta-feira, abril 22, 2004

Grande notícia

Mourinho afirmou hoje que Derlei irá ser convocado para o jogo da segunda mão no campo do Deportivo. Força Derlei, vem ajudar-nos a passar à final.
Comments:
Algumas notas acerca do F.C. Porto - Deportivo La Coruña


1 - O jogo foi intenso tanto a nível físico como psicológico mas não foi bonito. Os jogadores, tanto do Porto como do Coruña, sentiram o peso das meias-finais. Houve pouco espaço para o Porto jogar fruto duma excelente disposição defensiva do Deportivo. No entanto, poderiamos ter ganho vantagem na eliminatória se o remate de Maniche ou o cabeceamento de Jankauskas levassem melhor direcção.

2 - O árbitro foi um erro de casting. Os erros mais graves foram a expulsão de Jorge Andrade, o penalti não assinalado a favor do F.C. Porto e ainda a não expulsão de Mauro Silva com segundo amarelo. Pelo meio uma série de más decisões.

3 - Está tudo em aberto para a segunda mão. O ambiente vai ser favorável aos galegos porque joga em casa mas não nos devemos esquecer que um empate com golos leva-nos à final. Esta época, para a Liga dos Campeões, o F.C. do Porto nunca perdeu fora e conseguiu marcar sempre. Espero que seja um bom sinal.
Comments:

terça-feira, abril 20, 2004

NTV

Ontem ouvi a NTV a anunciar que iria transmitir o confronto entre o F.C. do Porto e o Dinamo Kiev (primeira mão das meias finais da Taça dos Campeões Europeus de 1987, ano em que nos sagramos campeões europeus) hoje à meia noite e meia. É uma boa altura para recordar o 2-1 e os golos de Futre, aos 48 minutos e André aos 57 minutos. O golo do Dinamo de Kiev foi marcado por Yakovenko aos 74 minutos. Na véspera de mais uma meia-final será uma excelente altura para recordarmos esse momento de glória.
Comments:
Aí estão as meias-finais

Hoje é o Mónaco contra o Chelsea e amanhã, dia 21 de Abril, o F.C. Porto contra o Deportivo La Coruña. A equipa azul e branca terá que ter muito cuidado com Valerón, Luque, Victor e Pandiani. Isto na frente de ataque. A defesa também se encontra bem entregue: no eixo estão J. Andrade e Naybet. Nas laterais encontram-se Pablo e Romero. Há ainda dois médios defensivos: Mauro Silva e Sérgio. A equipa desenvolve-se assim num 4-2-3-1. Do meio campo para a frente estão Luque, bem aberto na esquerda, e Victor na direita. Valerón a distribuidor de jogo e Pandiani na frente à procura dos golos. No entanto, se jogarmos concentrados e estivermos inspirados creio que podemos vencer o jogo do Dragão e levar vantagem, nem que seja mínima, para o Riazor. Isso será importante para o desfecho da eliminatória. Força F.C. do Porto.
Comments:

sábado, abril 17, 2004

O árbitro de Campo Maior

Bruno Paixão é dos árbitros mais incompetentes e arrogantes que existem. Hoje, na forma como expulsou Rui Jorge, Bruno Paixão demonstrou mais uma vez como gosta de ter as atenções centradas sobre si. Estes árbitros precisam de ser chamados à atenção pois eles estão no campo para dirigir os jogos e não para insuflarem os respectivos egos.
Há cinco anos atrás prejudicou o F.C. do Porto duma forma inacreditável em Campo Maior. Um golo limpo anulado, uma série de penaltis cometidos sobre o Jardel que não foram assinalados, etc., etc. Foi precisamente a esse jogo que Fernando Santos se referiu hoje na entrevista após o jogo entre o Boavista e o Sporting dizendo que já é a segunda vez que este árbitro o prejudica. Depois desse jogo o F.C. do Porto e o árbitro de Setúbal tiveram um longo conflito e Bruno Paixão só voltou a arbitrar um jogo do Porto em meados de Novembro de 2002, ou seja, 2 anos depois do jogo do Porto contra o Campomaiorense. Para sportinguistas e benfiquistas Bruno Paixão passou a ser um símbolo do anti-sistema. Por isso me dá vontade de rir hoje quando vejo em alguns blogs sportinguistas que Bruno Paixão é um árbitro do sistema por ter expulso Rui Jorge. Que grande mudança de opinião!!!!
P.S. - Ainda na pós-entrevista Fernando Santos afirmou, num registo pouco habitual, que infelizmente o árbitro estava vestido de vermelho e não de preto. Quer isto dizer que a luta pelo segundo lugar vai aquecer bastante a partir de hoje.
P.S. 2 - A equipa do Sporting é de uma fragilidade incrível. Rui Jorge foi expulso faltavam cerca de dez minutos para o fim do jogo e a equipa ficou de tal forma afectada que se desmonorou como um baralho de cartas. Falta maturidade competitiva à equipa verde e branca.
P.S. 3 - O Ricardo continua a compremeter os jogos do Sporting. Teve culpa nos dois golos. No primeiro não chegou com as mãos onde Frechaut chegou com a cabeça e no segundo golo desviou o remate de Ali para a frente o que permitiu a entrada decisiva de Fary. E é este o guarda-redes da nossa selecção!!!!!
Comments:

quinta-feira, abril 15, 2004

Um ponto muito importante

O ponto conquistado pelo F.C. do Porto na Madeira, contra o Nacional, é bastante importante e pode ter sido um empurrão decisivo para o título. Num campo difícil, onde o nosso directo perseguidor também empatou, aumentamos a diferença para o Sporting de 4 para 5 pontos (que são 6 na realidade) e isto quando faltam apenas 4 jornadas para o fim do campeonato. Quer isto dizer que a questão do título está praticamente arrumada. Quanto ao jogo resta dizer que foi bastante fraco. Nenhuma das equipas conseguiu colocar em acção o excelente futebol que normalmente pratica. Venha agora o Beira-Mar que depois temos que nos ocupar de coisas muito importantes como é a meia-final da liga dos campeões contra o Deportivo.
Comments:

quarta-feira, abril 14, 2004

Porto em primeiro

O FC Porto arrebatou a primeira posição no top da CNN. Ao conquistar um lugar na semi-final da Liga dos Campeões, a equipa portista subiu na tabela da televisão norte-americana. Partiu da quarta posição para a primeira. O Chelsea está na segunda posição e o Deportivo de la Coruña na terceira, após terem afastado surpreendentemente Arsenal e Milão na competição europeia.
Comments:

domingo, abril 11, 2004

Mais uma vez Ricardo

Ricardo









Comments:
Atento ao FC Porto

O treinador do Deportivo de la Coruña, Javier Irureta, afirmou, numa entrevista ao jornal diário espanhol ABC, que o FC Porto é um dos grandes favoritos à vitória da Liga dos Campeões. "Sí, sí, para mí era un claro candidato desde el principio. Aquí tengo un canal portugués y veo esa Liga. Ha mantenido una línea muy regular, apenas ha perdido 3 partidos y siempre marca un gol. Es un equipo muy equilibrado. Estamos al cincuenta por ciento". E eu digo: uma equipa que vira a eliminatória de forma superior, com uma vitória de 4-0 sobre o Milão, de nada tem medo.
Comments:

sexta-feira, abril 09, 2004

O que eles dizem... Parte II

Marca
"El Oporto será el rival del Deportivo en las semifinales de la Champions. El actual campeón de la Copa de la UEFA, que acabó segundo en el grupo del Real Madrid en la primera liguilla de la máxima competición europea, no sólo ha hecho bueno en Francia el 2-0 logrado en Portugal, sino que además ha logrado un valioso empate a dos en tierras galas y en todo momento se vio con la eliminatoria controlada. Los dos goles de Maniche hicieron inútiles los de Luyindula y Elber.
El conjunto oportista, dominador absoluto del balompié luso en los últimos años, rentabilizó el 2-0 de la ida y con dos tantos de Maniche alcanzó un empate suficiente para quitarse del medio al Olympique Lyon, el verdugo de la Real Sociedad en los octavos de final. Jose Mourinho dispone de un conjunto en toda la extensión de la palabra. Tiene hombres de enorme calidad, como el brasileño nacionalizado portugués Deco, y un trabajo inconmensurable. Mimbres de importancia como para aspirar a obtener su segundo cetro continental, después del cosechado en 1987 y que lideraron Paulo Futre y el argelino Rabah Madjer."

L'Équipe
"TROP FORT, PORTO
Par Cédric ROUQUETTE

L'Olympique lyonnais a été éliminé en quart de finale par un FC Porto déterminé (2-2). Les hommes de Paul Le Guen ont fait illusion au coeur de la première période, mais ils paient cash deux buts encaissés au début de chaque mi-temps. Edmilson a été expulsé à la 74e minute. Enorme surprise au Riazor dans l'autre quart de finale : La Corogne a éliminé le Milan AC (4-0).
Porto poursuit sans trembler son entreprise d'écoeurement des clubs français, qui semble être sa mission cette année en Ligue des champions. Après ses impitoyables sorties contre l'OM en première phase (3-2, 1-0), après un match aller à sens unique (2-0), l'équipe de José Mourinho a fait l'essentiel à Lyon (2-2), mercredi soir, pour rejoindre le dernier carré. L'évidence est que le FC Porto est tout à fait à sa place en demi-finale. Lyon, de son côté, n'a pas vraiment montré qu'il avait les moyens de voir plus haut pour l'instant. Les meilleures intentions du monde, notamment en première période, n'ont jamais sérieusement ébranlé le tenant de la Coupe de l'UEFA."

Sky Sports
"Porto secured a smooth passage into the semi-final of the UEFA Champions League as a Maniche double gave them a 2-2 draw in Lyon and a 4-2 aggregate win.
The Uefa Cup holders travelled to Stade Gerland with a 2-0 advantage from the first leg in Oporto and Maniche's first goal after just six minutes gave them a healthy lead in the tie.
Despite Peguy Luyindula replying soon after, Maniche struck again just after half time and Edmilson's sending off added to Lyon's woes and they were never going to recover from then on.
Lyon needed four goals to go through with a man light and although they salvaged some pride with Giovane Elber securing a 2-2 draw in the match, Porto never looked in any danger and progressed into the last four of the competition."

UEFA
"FC Porto reached the semi-finals of the UEFA Champions League for the first time in ten years with an impressive away draw against Olympique Lyonnais in a breathless encounter.
Two goals from midfield player Maniche early in each half left a lively Lyon side ruing a below-par first-leg performance and earned the Portuguese champions a meeting with RC Deportivo La Coruña in the final four. Porto's counterattacking football was at times a sight to behold in a game that highlighted Lyon's attacking prowess but exposed their defensive vulnerability."

Olympique Lyonnais
"PORTO ÉTAIT PLUS FORT....

L'OL n'a donc pas réussi l'exploit. Face à une équipe portugaise assez impressionnante, les Gones ont dû se contenter d'un match nul 2-2, insuffisant après le 2-0 encaissé à l'aller. Les hommes de Paul Le Guen n'auront, en fait, jamais vraiment eu le temps d'y croire, Porto ouvrant le score, tuant ainsi une grande partie du suspense, dès la 7e minute. Les buts de Luyindula (14') et Elber (90') n'y changeront rien. L'OL est éliminé de la Ligue des Champions, au même titre que... Arsenal, le Real ou Milan. Place désormais à un autre défi pour l'OL: conquérir un troisième titre de Champion de France.
Dans un Gerland chaud bouillant au coup d'envoi, l'OL démarrait pied au plancher et marquait même dès la 4e minute, par Luyindula... malheureusement sifflé hors-jeu. Le scénario prenait déjà des mauvais contours et la suite ne tardait pas à le confirmer, Maniche ouvrant le score, en contre, trois minutes plus tard, jetant un énorme coup de froid sur Gerland. Mais l'OL ne tardait pas à réchauffer de nouveau l'atmosphère, Luyindula inscrivant cette fois un but bien valable, sept minutes plus tard seulement. Et les Gones, insistant sur les ballons en profondeur dans le dos de la défense, se reprenaient à y croire et se ruaient sur les buts de Vitor Baia. Juninho, Essien et, surtout Elber, plaçant une frappe superbe qui obligeait le gardien portugais à s'envoler, étaient ainsi tout proches, à plusieurs reprises, de marquer un deuxième but qui auait pu changer beaucoup de choses. Mais, au lieu de cela, c'était Porto, au pire moment, dès la reprise, qui doublait la mise, sur un nouveau but de Maniche, et mettait fin, définitivement, aux espoirs lyonnais. Dès lors les hommes de Mourinho confisquaient le ballon et privaient l'OL de la moindre opportunité. Dans un dernier baroud d'honneur, et avec le soutien inconditionnel des Bad Gones, les Champions de France parvenaient néanmoins à éviter la défaite, Elber trompant Vitor Baia d'un joli coup de tête (90'). Evidemment cela ne changeait rien quant au sort des Lyonnais qui rejoignent de prestigieux partenaires au rang des éliminés en quart de finale. Mais tout comme Arsenal, le Real et Milan, ils ont désormais un autre objectif en tête, tout aussi alléchant : le titre national. Merci l'OL et rendez-vous pour d'autres conquêtes!"
Comments:

quarta-feira, abril 07, 2004

Meia-Final do Noroeste Peninsular

F.C. Porto - Deportivo da Coruña. É este o último adversário que o F.C. Porto terá que ultrapassar para atingir a final da Liga dos Campeões. Quanto ao jogo resta dizer que a dupla Deco-Maniche arrasou com a defesa do Lyon. Na primeira parte sofremos imenso (muito mesmo), mas felizmente o segundo golo do Lyon nunca entrou durante a primeira parte. Se tal tivesse acontecido as coisas podiam se ter complicado. O golo de Maniche a abrir a segunda parte foi o xeque-mate numa partida que deu o passaporte para as meias finais. Uma meia final que pertence inteiramente às duas mais importantes cidades do noroeste peninsular. Obrigado Porto.
Comments:

terça-feira, abril 06, 2004

Lutar pelas meias-finais

Quarta- Feira o F.C. do Porto vai tentar obter a passagem às meias finais da liga dos campeões, precisamente dez anos depois de Bobby Robson ter conseguido igual feito com a equipa azul e branca. Meia final essa que viríamos a perder para o F.C. Barcelona. Quarta-Feira, milhares de pessoas para quem o F.C. do Porto é uma causa afectiva apaixonante irão estar a torcer, diante da televisão ou no próprio estádio de Gerland, pela vitória na eliminatória dos dragões. Joguem como sabem, com calma, trocando a bola, retirando posse de bola aos franceses e espreitando sempre a possibilidade de fazer golo. Força F.C. do Porto.
Comments:

sábado, abril 03, 2004

Quem não marca perde

À 29ª jornada aconteceu a primeira derrota para o campeonato do F.C. do Porto. Na primeira parte, principalmente nos primeiros 25 minutos, tivemos diversas oportunidades para marcar só que nunca conseguimos colocar a bola dentro da baliza. Fomos ineficazes. Na segunda parte jogamos pior e o Gil Vicente conseguiu lançar contra-ataques perigosos marcando 2 golos. E pronto, a derrota visitou-nos hoje. Nada de dramatismos e força para quarta-feira onde o F.C. do Porto pode alcançar as meias finais da Liga dos Campeões.
Comments:
Os campeões europeus de 1987

u

Vale a pena reviver...
Comments:

quinta-feira, abril 01, 2004

Mais uma vez a Selecção

As palavras de André, técnico adjunto do F.C. do Porto, em conferência de imprensa realizada hoje: «Numa equipa que é organizada, onde correm todos para o mesmo, trabalham todos para o mesmo, os jogadores cansam-se muito menos do que quando se joga na Selecção, onde a organização não é boa, os jogadores arrastam-se e correm um para cada lado».
Comments:
A manta de retalhos

A figura duma manta de retalhos continua a caracterizar na perfeição a imagem que a selecção dá a jogar. Acho que não é possível construir-se uma equipa forte se esta não se apoiar numa estrutura habituada a jogar junta. Hoje, o onze principal era constituído por jogadores de 8 equipas diferentes. Não é possível por esta gente toda a jogar em harmonia com o tempo que existe à disposição para preparar os jogos. Defendo a ideia que a estrutura base da selecção deveria ser a do F.C. do Porto. Pelo menos 6 jogadores azuis e brancos deveriam começar a partida como titulares: Vitor Baia, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Nuno valente, Costinha e Maniche. Esta seria a "coluna vertebral" da equipa. Deste modo assegurava-se uma correcta coordenação entre a defesa e o meio campo, tarefa essencial para uma equipa que deve ter uma base sólida. Para a frente ficariam os excelentes jogadores criativos em que a nossa selecção é tão rica. Não tenham dúvidas que desta forma Portugal seria infinitamente mais forte e aí sim uma ameaça para a Itália, para a França ou para Inglaterra.
P.S. - O que estariam a dizer hoje alguns "opinion makers" se o frango do Ricardo tivesse sido cometido pelo Baia. Vitor Baia, por muito que custe a muita gente, é hoje, a par de Moreira, o guarda-redes português em melhor forma e, sem dúvida, aquele que mais experiência internacional tem.
P.S. 1 - Muita gente não concordará com as ideias deste post, principalmente as que não são adeptas do F.C. do Porto. No entanto, poucas serão as pessoas satisfeitas com o rendimento actual da selecção. Por isso, compartilhem connosco, através dos comentários, as vossas ideias para melhorar a selecção portuguesa. É que da maneira como está não dá.
Comments:

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter